A causa e a consequência

Like
61
Crónica de Opinião
Quarta-feira, 07 Novembro 2018
A causa e a consequência
  • José Policarpo

 

 

Vivemos tempos de uma enorme complexidade, o que não quer dizer que não sejam fascinantes. A incerteza e a surpresa, são hoje, mais do que nunca, fatores, que, um qualquer cidadão deverá sempre ter em ponderação nas suas tomadas de decisão. Sempre foi assim, porém o tempo presente fornece a cada um, tanta informação que, em tempo útil, na maioria das vezes, é quase impossível ser razoavelmente avaliada e ponderada.

Ora, a pergunta que se coloca numa primeira análise, a quem é que este modelo aproveita? Porventura seja uma resposta para muito dinheiro. Mas, que aproveita a alguém, disso não haverá uma réstia de dúvida. Todos os dias somos confrontados com “notícias” que não traduzem a globalidade dos factos, ou, simplesmente comportam inverdades.

A comunicação social e as redes sociais são o veículo preferencial na emissão e na profusão da informação. A primeira por força do seu estatuto, talvez tenha um papel mais determinante no escrutínio daquilo que vende. Por seu lado, as redes sociais, mais dificilmente o farão, porque não editam, nem fazem notícias. Acho que não estou errado nesta afirmação.

Isto dito, caberá ao poder político isento e bem-intencionado, na sua ação, presidido pelo bem comum e pela sã convivência da sociedade, mitigar impedir que a grande massa de cidadãos, menos atentos, porque mais ocupados com a sua sobrevivência, não tomem decisões que, devidamente informados e esclarecidos, não as tomariam. O estado atual das coisas, se não for alterado, poderá ter consequências más para todos. A história dá-nos muitos ensinamentos sobre este assunto.

partilhar