Trará a nova ferrovia emprego para Évora?

Like
268
Crónica de Opinião
Quarta-feira, 16 Maio 2018
Trará a nova ferrovia emprego para Évora?
  • José Policarpo

 

 

Parece-me ser pacífico de que a ligação do porto de Sines por caminho-de-ferro é estruturante para a economia do país e, consequentemente, para a região do Alentejo. É de facto um dos maiores portos de águas profundas localizado na europa ocidental e, por isso, beneficiará as importações e as exportações europeias.

Não é, porém, assente de que este equipamento ferroviário – a linha ferroviária que ligará Sines-Évora-Caia, venha a beneficiar a cidade e o concelho de Évora. Pois não é certo que venha a ser construída uma estação com condições logísticas que assegure o escoamento da produção industrial, agrícola e agroalimentar, realizada no concelho de Évora.

Por outro lado, ainda não fora consensualizado o atravessamento da cidade de Évora por esta infraestrutura. É certo que ainda decorre o prazo para a decisão final a ser tomada pelo governo de Portugal, mas ainda não sabemos se o traçado será o mais distante da malha urbana da cidade, caso contrário a comodidade e a segurança dos eborenses poderão não estar totalmente asseguradas. Estejamos, por isso, atentos ao desenrolar dos próximos acontecimentos.

Na última segunda-feira fora realizada uma reunião extraordinária da câmara municipal de Évora com um único ponto, discussão e aprovação do RELATÓRIO TÉCNICO PREPARADO PELOS SERVIÇOS DA CME SOBRE O ESTUDO DE IMPACTE AMBIENTAL DA PASSAGEM DA LINHA FERROVIÁRIA DE MERCADORIAS NA CIDADE DE ÉVORA. O presente relatório fora aprovado com os votos dos vereadores da CDU e do PSD e com a abstenção dos vereadores do Partido Socialista.

E, muito sucintamente, este compreende o atravessamento da cidade pelo traçado mais distante da malha urbana, como, também, por proposta do PSD, que seja ponderada a criação de uma área logística para servir as indústrias aqui fixadas e que as mercadorias tóxicas e perigosas não sejam transportadas junto da malha urbana.

Ora, o trabalho realizado pelos serviços camarários, pelo executivo municipal, como pelo vereador do PSD, cada um no exercício das suas competências, na qualidade de cidadão desta grande cidade, terei que reconhecer que todos estiveram à altura das suas responsabilidades. Quando o interesse público fica acima do interesse particular, a democracia estará sempre defendida.

partilhar