Precariedade na cultura não se resolve em 2 meses

Precariedade na cultura não se resolve em 2 meses

Domingo, 07 Junho 2020
Alentejo

A precariedade dos profissionais da cultura não se resolve em 2 meses. A ministra da Cultura, Graça Fonseca, referiu em Évora que este problema se tornou mais visível com a pandemia, mas que o Governo não pode resolver em 2 meses o que não foi resolvido em 20 anos. Ao chegar ao Teatro Garcia de Resende, Graça Fonseca foi confrontada à entrada com protestos dos Forcados Amadores de Évora que contestaram a proibição de espectáculos tauromáquicos e a exclusão do setor nos apoios do Estado. Depois de visitar as obras noo Teatro e conhecer e a atual situação do Centro Dramático de Évora, outros agentes, de atores a livreiros, reivindicaram apoios para os seus setores. Esta visita será pormenorizada em próximas edições de notícias da DianaFM.
Hoje , a ministra continuará pela região, nomeadamente em Elvas, Campo Maior e Castelo de Vide.

Comments are closed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com