Abílio Fernandes “foi impulsionador da evolução” de Évora

Abílio Fernandes “foi impulsionador da evolução” de Évora

Segunda-feira, 27 Janeiro 2020
Alentejo

A reitora da Universidade de Évora afirmou hoje que Abílio Fernandes, a quem será atribuído o grau de Doutor Honoris Causa, “foi um impulsionador da evolução que a cidade sofreu”.

O antigo presidente da Câmara de Évora, sublinhou em declarações à DianaFM Ana Costa Freitas, “teve um contributo inegável, a seguir ao 25 de abril de 1974, para a afirmação do Poder Local”.

Além disso, referiu, foi o autarca que “desenhou o primeiro Plano Diretor Municipal (PDM)”, “levou a cultura à cidade e tornou-a acessível a todos” e participou na “classificação do centro histórico como Património Mundial pela UNESCO”.

Abílio Fernandes “teve uma visão de afirmação da cidade ao mesmo tempo que se preocupava em dar mais bem-estar as pessoas, principalmente aos mais desprotegidos”, destacou a reitora.

A Universidade de Évora (UÉ) vai atribuir,no dia 25 de março, o grau de Doutor Honoris Causa ao antigo presidente do município Abílio Fernandes.

O discurso laudatório estará a cargo de Rui Namorado Rosa, professor emérito da Universidade de Évora.

 

Comments are closed.