Alentejo quer atrair produções cinematográficas

Alentejo quer atrair produções cinematográficas

Quarta-feira, 30 Maio 2018
Alentejo

O Alentejo vai ser promovido como “cenário” para produções de cinema, televisão e fotografia.

A iniciativa vai ser desenvolvida pela Alentejo e Ribatejo Film Commission, apresentada ontem em Évora.

As valências “patrimoniais, naturais e imateriais” do Alentejo são conhecidas, “mas as estruturas de produção, principalmente as estrangeiras, não sabem os pequenos pormenores”, notou um dos sócios fundadores, o produtor e realizador João Antero.

A Alentejo e Ribatejo Film Commission quer, precisamente, fazer “a divulgação desses espaços cénicos”, acrescentou.

A ideia surgiu no seguimento das oito “Film Commission” já existentes em Portugal (Minho, Porto, Centro de Portugal, Lisboa, Arrábida, Algarve, Madeira e Açores).

“A ‘Film Commission’ é uma associação que existe em todo o mundo” e “é um garante para produtores, realizadores e argumentistas” de que determinada “região tem condições para receber uma produção cinematográfica ou televisiva”, explicou.

Fundada por nove pessoas ligadas ao audiovisual, e por outras nove de outras profissões, a estrutura abarca 58 municípios (47 no Alentejo e 11 no Ribatejo) e pretende fazer a ligação entre estes territórios nacionais e equipas de produção, nacionais e estrangeiras.

Comments are closed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com