Anta em Mora “apagada do mapa” durante trabalhos agrícolas

Anta em Mora “apagada do mapa” durante trabalhos agrícolas

Quarta-feira, 21 Outubro 2020
Alentejo

Uma anta que existia na Herdade dos Pardais, em Cabeção, concelho de Mora, foi destruída e “apagada do mapa”, alegadamente durante a plantação de um amendoal.

A Direção Regional de Cultura do Alentejo já apresentou uma queixa-crime no Ministério Público e está a preparar a proposta para a “classificação total dos monumentos megalíticos do Alentejo”.

Esta foi a segunda queixa-crime apresentada pela direção regional nas últimas semanas, após uma outra por causa da destruição de uma anta na Herdade do Vale da Moura, concelho de Évora, também alegadamente devido à plantação de um amendoal intensivo.

Segundo a diretora regional, Ana Paula Amendoeira, o organismo recebeu uma denúncia de cidadãos e enviou ao local uma equipa de arqueólogos que constatou a destruição da anta.

“A anta desapareceu, à superfície não há nenhum vestígio do monumento”, indicou, adiantando que se suspeita que os elementos que constituíam a sua estrutura “possam ter sido enterrados pelas máquinas durante a preparação do terreno”.

A anta destruída estava referenciada no Plano Diretor Municipal de Mora, com as respetivas medidas de salvaguarda.

A destruição do monumento do concelho de Mora foi denunciada, na passada sexta-feira, em comunicado, pelo movimento de cidadãos Chão Nosso.

Ana Paula Amendoeira indicou que classificação total dos monumentos megalíticos do Alentejo visa “salvaguardar e proteger” o que ainda resta de património arqueológico do megalitismo no Alentejo.

Foto: Chão Nosso

Comments are closed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com