Arcebispo de Évora destaca sentido de proximidade de D. Maurílio

Arcebispo de Évora destaca sentido de proximidade de D. Maurílio

Quarta-feira, 20 Março 2019
Alentejo

O arcebispo de Évora, D. Francisco Senra Coelho, recorda que D. Maurílio de Gouveia, que ontem faleceu, tinha “um sentido muito grande de proximidade” e que, por isso, constituiu “uma mais-valia da esperança do Alentejo”.

“Tinha um sentido muito grande de proximidade e constituiu, por isso, uma mais-valia da esperança do Alentejo”, afirma o atual prelado eborense.

Senra Coelho refere que o arcebispo emérito de Évora “foi alguém com que se pode contar”, assinalando que “não era marcado pelas ideologias, nem era um homem que levasse esquemas aprisionados”.

“Ele era um homem livre e entendia todos os quadrantes e ideologias e foram capazes de dialogar com ele”, nota, lembrando a visita que Maurílio de Gouveia realizou pelo Alentejo e Ribatejo com a imagem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa.

Senra Coelho destaca “os encontros com os doentes, com os sós e os idosos, a ida às instituições, os encontros com as crianças nas escolas e com os grupos de jovens”.

“Ele percorreu esta diocese, paróquia por paróquia, lugar por lugar, durante nove anos, e fez uma visita de proximidade, fazendo sentir que a Igreja estava empenhada com este povo e celebrava as suas festas e as suas alegrias e, ao mesmo tempo, comungava o seu sofrimento e as suas marcas de angústia e, muitas vezes, de revolta”, diz.

“Ele foi esse homem que fez uma osmose e contagiou com a vontade de viver e o desejo muito grande de abraçar a todos e de fazer um mundo melhor”, acrescenta.

O arcebispo emérito de Évora D. Maurílio de Gouveia morreu ontem, na Madeira, vítima de doença prolongada.

Natural do Funchal (Madeira), onde nasceu a 05 de Agosto de 1932, D. Maurílio de Gouveia dirigiu a Arquidiocese de Évora durante 26 anos, entre setembro de 1981 e fevereiro de 2008.

Comments are closed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com