Beja: Manifestação exige pagamento de verbas às juntas

Beja: Manifestação exige pagamento de verbas às juntas

Sexta-feira, 03 Fevereiro 2012
Alentejo

Quase uma centena de pessoas, entre autarcas e trabalhadores de juntas de freguesia de Beja, manifestou-se hoje para exigir o pagamento de verbas relativas à delegação de competências.
Se a câmara não pagar as verbas, estão “em causa” os salários de trabalhadores e o cumprimento dos serviços inerentes às competências delegadas, alertou o presidente a Junta de Freguesia de Cabeça Gorda (CDU) e delegado distrital de Beja da Associação Nacional de Freguesias, Álvaro Nobre.
Segundo o autarca, se as verbas não forem pagas “nos próximos dias”, então “não vai haver condições” para as juntas continuarem a cumprir as competências delegadas e os trabalhadores, que “deixarão de receber o salário”, e as populações serão “prejudicados”.
Já o presidente da Câmara de Beja, Jorge Pulido Valente, considerou a manifestação “uma iniciativa político-partidária da CDU” e que “não se justifica”, porque já “esclareceu” o assunto, quando reuniu com alguns dos presidentes de junta na semana passada.
Segundo o autarca, devido ao chumbo do orçamento camarário para este ano, os protocolos de delegação de competências, entre a autarquia e as juntas de freguesia, “caíram e não estão em vigor”.
Por isso, a Câmara “está proibida, por lei, de subsidiar as juntas de freguesia” e o executivo está “à procura de uma forma legal de poder pagar às juntas os serviços que prestam” ao município, explicou.

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com