Bombeiros de Mora reclamam pagamento de dívidas dos hospitais

Bombeiros de Mora reclamam pagamento de dívidas dos hospitais

Quarta-feira, 29 Janeiro 2020
Alentejo

Os Bombeiros Voluntários de Mora atravessam uma situação financeira sensível devido às dívidas dos hospitais públicos.

O valor em falta ascende a cerca de 100 mil euros, disse à DianaFM o presidente da associação humanitária, Francisco Comba da Silva.

“A grande parte destas dívidas pertence aos hospitais pelo serviços que fazemos no transporte doentes não urgentes”, referiu.

As maiores dificuldades verificaram-se nos meses de novembro e dezembro, quando a associação humanitária chegou a pagar aos fornecedores “alguns dias depois” do prazo limite de pagamento de 30 dias.

Nesta altura, segundo o responsável, a situação melhorou ligeiramente.

“Já este mês, felizmente, começaram a chegar, a conta gotas, alguns pagamentos” e a situação é atualmente “um pouco melhor” daquela que foi verificada no final de 2019, notou.

Ainda assim, dois hospitais públicos, que não quis identificar, devem à Associação Humanitária dos Bombeiros de Mora um total de “97 mil euros”.

Nesse sentido, a direção da Associação Humanitária dos Bombeiros de Mora já pediu a realização de uma assembleia geral para pedir o aval dos sócios para a criação de uma conta à ordem caucionada.

A corporação de Mora tem cerca de 50 bombeiros voluntários, dos quais 17 são também funcionários, havendo ainda outros três assalariados, duas administrativas e uma empregada de limpeza.

Foto: BVM

Comments are closed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com