Moura tem outra versão sobre grávida infetada que deu à luz em Évora

Moura tem outra versão sobre grávida infetada que deu à luz em Évora

Quinta-feira, 16 Abril 2020
Alentejo

A Câmara de Moura apresentou hoje uma versão diferente sobre a grávida infetada com covid-19 que deu à luz no hospital de Évora.

Ontem, o Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) divulgou que tinha nascido na terça-feira à noite o primeiro bebé do Alentejo cuja mãe está infetada com covid-19.

“A grávida, proveniente do distrito de Beja, foi encaminhada para o Serviço de Obstetrícia do HESE pela Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), por esta unidade entender não reunir as condições necessárias para a realização do parto”, referiu então o HESE.

Hoje, em comunicado enviado à DianaFM, a Câmara de Moura indicou que a parturiente “encontra-se a residir no concelho de Portel desde o dia 6 de abril” e que esse facto foi dado a conhecer pela Autoridade de Saúde Pública da ULSBA, em articulação como Serviço Municipal de Proteção Civil de Moura, à sua congénere de Évora.

Segundo o município, “o parto foi realizado no Hospital do Espírito Santo de Évora, porque a parturiente se encontra a residir, precisamente, no distrito de Évora”.

“Falando sempre verdade, a Câmara Municipal de Moura, através do Serviço Municipal de Proteção Civil, irá continuar a informar a sua população, sempre que existirem novos dados relativos ao concelho”, acrescentou a autarquia.

Comments are closed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com