Cante Alentejano: Decisão da candidatura “é política” e cabe ao Governo

Cante Alentejano: Decisão da candidatura “é política” e cabe ao Governo

Quarta-feira, 28 Março 2012
Alentejo
A decisão de apresentar à UNESCO a candidatura do Cante Alentejano a Património Cultural Imaterial da Humanidade, na próxima sexta-feira, “é política” e, portanto, “está nas mãos do Governo”.
Esta situação foi comunicada à Comissão Executiva da candidatura pelo embaixador de Portugal em França e delegado permanente junto da UNESCO e o presidente da Comissão Nacional da UNESCO.
“Os embaixadores Francisco Seixas da Costa e António de Almeida Ribeiro disseram à Comissão Executiva que a decisão de apresentar ou não a candidatura” à UNESCO “é política e, portanto, está nas mãos do Governo”, contou fonte da Comissão Executiva da candidatura.
Segundo a mesma fonte, a Comissão Nacional da UNESCO, a quem cabe apresentar a candidatura na sede da organização, em Paris, optou por não avançar com a apresentação da candidatura sexta-feira, seguindo os pareceres de dois dos nove elementos da Comissão Científica.
A opção surge numa mensagem que António de Almeida Ribeiro enviou por correio eletrónico ao presidente da Comissão Executiva da candidatura, Carlos Laranjo Medeiros.
Na mensagem, António de Almeida Ribeiro afirma que os pareceres dos dois membros da Comissão Científica, Salwa Castelo-Branco e José Rodrigues dos Santos, referem “claramente” e “sem quaisquer margens para dúvidas” que “não estão reunidas as condições mínimas para apresentação da candidatura” na sexta-feira e recomendam “o seu definitivo adiamento para 2013”.

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com