Cendrev fora dos apoios da DGArtes corre risco de fechar portas

Cendrev fora dos apoios da DGArtes corre risco de fechar portas

Segunda-feira, 14 Outubro 2019
Alentejo

O Centro Dramático de Évora (Cendrev) não será apoiado pela Direção-Geral das Artes (DGArtes) no biénio 2020/21 e, por isso, corre o risco de ter que fechar as portas.

Em comunicado enviado à DianaFM, o Cendrev diz que “a notícia da falta de apoio por parte da DGArtes confronta a companhia com a inevitabilidade de ter de encerrar a sua atividade a partir de janeiro de 2020”.

“A redução do financiamento destinado à região do Alentejo exclui a possibilidade de atribuição da verba de apoio à candidatura do Cendrev, que, mesmo considerada elegível em sede de avaliação, se vê profundamente penalizada pelo desinvestimento no apoio à cultura na região”, pode ler-se no comunicado.

A companhia de Évora realça que, “ao contrário do que se verifica com todas as outras regiões do país, onde se chega até a registar um aumento de quase 70% na verba atribuída, o Alentejo é a única região que não só não vê refletido nenhum aumento, como sofre, mais uma vez, uma assinalável redução da verba de apoio”.

“Tudo isto se torna ainda mais absurdo quando acabámos de ouvir, na recente campanha eleitoral, que a meta é a Cultura passar a receber 2% do Orçamento Geral do Estado e a DGArtes confirma um aumento de 83% nas verbas atribuídas a nível nacional. É caso para dizer que é pena que não chova no Alentejo”, acrescenta.

O Cendrev afirma-se “absolutamente constrangido a retirar-se da luta pela cultura e pela descentralização teatral”, a escassos três meses de completar 45 anos de atividade ininterrupta de serviço público e de ação cultural.

Foto: Arquivo/Cendrev

Comments are closed.