Chega alerta Governo para tentativa “confrontações e distúrbios” em Évora

Chega alerta Governo para tentativa “confrontações e distúrbios” em Évora

Quarta-feira, 16 Setembro 2020
Alentejo

O Chega enviou uma carta ao ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, sobre a realização da “Concentração da Liberdade”, em Évora, na sexta-feira, no mesmo dia em que o partido de André Ventura faz uma marcha na cidade.

Na carta, segundo o Jornal Económico, o partido Chega defende que o Governo não pode “tolerar provocações e contramanifestações que terão como único objetivo a tentativa de criar confrontações e distúrbios”.

O Chega diz na carta que a sua marcha é “organizada, calma e pacífica, cumprindo ao máximo as regras do distanciamento social da Direção-Geral da Saúde e outras que o bom-senso dite, de forma a garantir a segurança máxima de todos os participantes”.

Contudo, sublinha, que a iniciativa será “confrontada com uma contramanifestação na mesma cidade, com percurso e horários próximos, numa postura de clara provocação e sobretudo de intolerância”.

“A paz social é uma das maiores e melhores características do nosso país e tudo faremos para a manter”, defende o partido liderado por André Ventura, apelando ao Ministério da Administração Interna para não tolerar um evento que considera ser organizado com a intenção de gerar distúrbios.

Em causa está a “Concentração pela Liberdade”, organizada por um grupo de cidadãos de Évora, que está prevista para sexta-feira à tarde, na Praça do Giraldo, em Évora, onde termina a marcha do Chega denominada “Contra a hipocrisia do racismo para esconder a corrupção”.

Comments are closed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com