Concentração em Évora alerta para prejuízos da pandemia na restauração

Concentração em Évora alerta para prejuízos da pandemia na restauração

Sexta-feira, 04 Dezembro 2020
Alentejo

Empresários e funcionários da restauração concentraram-se hoje em Évora para chamar a atenção do Governo e da câmara municipal para os prejuízos causados pela pandemia de covid-19.

Os cerca de 20 participantes juntaram-se na Praça do Giraldo e colocaram velas acesas na escadaria da Igreja de Santo Antão.

“Nesta praça que já esteve cheia e que agora está cheia de nada, as velas representam o luto” pelos negócios que fecharam as portas, afirmou Tiago Duarte, um dos promotores da iniciativa.

O responsável pediu para que os empresários e trabalhadores da restauração, hotelaria e comércio sejam ouvidos, porque se sentem “abandonados” nesta época de Natal, que “seria chave para os negócios fazerem dinheiro”, mas estão “a trabalhar para nada”.

Tiago Duarte defendeu o fim da obrigação de os estabelecimentos nos concelhos com maior risco de contágio fecharem, a partir da tarde, aos fins de semana, lembrando que Évora encontra-se “numa situação intermédia, mas não se sabe o dia de amanhã”.

“Não aproveitar os fins de semana, que são os dias de maior lucro, é muito difícil”, disse, alertando que, com as medidas mais restritivas, “vai ser muito difícil aguentar até ao final do ano e sabemos que muitas empresas no final do mês entregam a chave”.

Em relação ao município de Évora, o promotor da concentração sugeriu que siga “medidas que estão a ser criadas por outras câmaras”, como o lançamento de ‘vouchers’ para a restauração, hotelaria e comércio e a promoção dos negócios nas suas plataformas.

Comments are closed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com