Crise: Ajustamento decorre “mais ou menos como o previsto”, segundo líder missão do FMI

Crise: Ajustamento decorre “mais ou menos como o previsto”, segundo líder missão do FMI

Quinta-feira, 01 Março 2012
Nacional
O líder da missão do FMI para Portugal defendeu que o ajustamento decorre “mais ou menos como o previsto”.
Em entrevista ao Jornal de Negócios, Abebe Selassie considerou que, “no conjunto, o ajustamento está a acontecer mais ou menos como previsto”.
O responsável sublinhou que existe a esperança de que o “o crescimento regresse no próximo ano” a Portugal.
“Também ajuda ver que há um apoio político alargado, o que é muito importante para o sucesso do programa”, defendeu o etíope Abebe Selassie, que vai chefiar a missão do FMI para Portugal, substituindo Poul Thomsen.
Segundo o responsável do FMI, “o essencial no apoio é que dá confiança ao Governo de que a maioria da população apoia o programa”.
“Se houver muita contestação torna-se mais difícil implementar as reformas. E as reformas são a saída para esta crise”, destacou.
Lamentando o facto do desemprego estar “mais elevado” do que o previsto, Abebe Selassie sublinha que o governo português foi incentivado a procurar soluções “através de políticas ativas de emprego”.
Para conseguir um ajustamento no sector privado, o etíope considera que só existem duas alternativas, que são aumentar a produtividade para níveis consistentes com os atuais salários ou cortar os salários.

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com