Desemprego: Troika defende mais flexibilidade laboral

Desemprego: Troika defende mais flexibilidade laboral

Segunda-feira, 04 Junho 2012
Nacional
O Governo português deve aplicar medidas urgentes para acabar com desemprego, defende a Comissão Europeia, o Banco Central Europeu e o Fundo Monetário Internacional.
Em comunicado, a troika defende que são necessárias reformas que permitam às empresas maior flexibilidade para ajustarem os custos do trabalho e a produtividade.
Neste contexto, a troika considera positiva a disponibilidade do Governo de equacionar uma redução da taxa social única para segmentos específicos da força de trabalho no orçamento de 2013.
Ainda assim, a troika considera que o Governo português está a aplicar as reformas conforme o previsto e que o processo de ajustamento externo da economia está a ser mais rápido do que se esperava.
A Comissão Europeia, Banco Central Europeu e o Fundo Monetário Internacional resumem a avaliação globalmente positiva da quarta avaliação do programa de ajustamento e dão luz verde ao desembolso da nova tranche de ajuda, de 4,1 mil milhões de euros.

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com