Ensino: Rotura pode chegar a outras escolas de Évora

Ensino: Rotura pode chegar a outras escolas de Évora

Quarta-feira, 17 Janeiro 2018
Alentejo

A falta de funcionários nas Escolas do concelho de Évora pode levar a mais situações de rotura, semelhantes à vivida na André de Gouveia. O alerta é feito pelo presidente da autarquia de Évora, que em declarações à DianaFm diz faltarem 42 assistentes operacionais para que as escolas do concelho funcionem com o mínimo de condições. “Em rigor esta situação de rotura pode, aliás, noutras escolas, em particular por esta falta de assistentes operacionais.” Acrescenta “temos alertado o Governo para esta situação”. Em reunião com a Secretária de Estado da Educação, “realizada há pouco mais de um mês”, a autarquia mostrou, disse o autarca, disponibilidade para colaborar na resolução dos problemas da Escola Secundária André de Gouveia, sem colocar em risco os investimentos necessários nas escolas geridas pela Câmara de Évora. Nas declarações à DianaFm, Carlos Pinto de Sá revelou que o Governo prometeu a elaborar o projeto de requalificação da Escola Secundária André de Gouveia.
A participação da autarquia poderá passar pela elaboração das candidaturas aos fundos comunitários.

Comments are closed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com