Estado: Execução orçamental não surpreende Governo, metas até final do ano permanecem

Estado: Execução orçamental não surpreende Governo, metas até final do ano permanecem

Quinta-feira, 24 Maio 2012
Nacional
Os números de execução orçamental do Estado até abril não surpreenderam o Governo, disse esta madrugada o primeiro-ministro.
Pedro Passos Coelho considera que os valores têm evoluído “em linha” com o esperado, sendo de prever o cumprimento das metas previstas para este ano.
“A execução orçamental mostra que as nossas metas em matéria de despesa estão dentro daquilo que tínhamos previsto, nalguns aspetos até melhor”, declarou Passos Coelho aos jornalistas em Bruxelas, no final de um conselho europeu informal que reuniu os líderes europeus na capital belga na quarta-feira.
Relativamente à receita, “tem vindo a recuperar depois de nos dois primeiros meses ter ficado bastante aquém do esperado. O saldo orçamental tem vindo a mostrar uma evolução em linha com aquilo que esperamos”, acrescentou.
Sem querer “nesta altura” fazer uma “análise detalhada” do documento, o primeiro-ministro realçou que o importante para os portugueses é perceber que a despesa do Estado “sem juros da dívida pública” está dentro do esperado e, na despesa primária, esta está “até melhor” que o projetado”.
O défice orçamental do Estado e da Segurança Social nos quatro primeiros meses deste ano foi 1.899,7 milhões de euros, segundo o boletim de execução orçamental divulgado na quarta-feira pela Direção-Geral do Orçamento (DGO).

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com