Estremoz: PS acusa autarca de desautorizar presidente da assembleia municipal

Estremoz: PS acusa autarca de desautorizar presidente da assembleia municipal

Quinta-feira, 31 Maio 2018
Alentejo

O presidente do PS de Estremoz e vereador no município, José Sádio, acusa o autarca Luís Mourinha de ter desautizado o presidente da assembleia municipal ao ter dito que a sessão da passada sexta-feira não se justificava.

Em comunicado enviado à DianaFM, José Sádio diz que “não compete ao presidente da câmara municipal decidir sobre a marcação das sessões de assembleia municipal, sobre a pertinência dos assuntos a serem discutidos ou sobre os modos de funcionamento deste órgão”.

O dirigente socialista refere ainda que, atuando desta forma, Luís Mourinha “desautoriza publicamente” o presidente da Assembleia Municipal de Estremoz, Nuno Rato, que nos termos da lei tinha convocado a reunião.

José Sádio afirma que os deputados municipais do PS pediram “há cerca dois meses” documentos relativos às dívidas da água e que os mesmos “ainda não foram facultados”.

O líder do PS de Estremoz acusa o presidente do município de “faltar à verdade” quando afirma que o PS deixou por cobrar “mais de 317 mil euros na câmara de dívidas de clientes da água e outros serviços”.

Sádio, que cita o documento de prestação de contas de 2009, aprovado pelo Movimento Independente por Estremoz (MiETZ), “estavam por cobrar, em 31 de dezembro desse ano, em vendas de bens e serviços, cerca de 88 mil euros”.

No comunicado, o socialista diz que as dívidas da água, cujo valor ascender a meio milhão de euros, “não têm exclusivamente a ver com empresas que faliram e muito menos com pessoas que se divorciaram”.

“Ao não aplicar o regulamento, o executivo MiETZ permite que continuem a existir consumidores com dívidas de milhares de euros, muitos deles há vários anos”, pode ler-se no documento.

José Sádio diz ainda que a atitude política de Luís Mourinha “é reveladora de uma total falta de respeito para com os eleitos da assembleia municipal e para com a população” e que “a subserviência do presidente da assembleia municipal ao presidente da Câmara é reveladora de quem não consegue distinguir entre o cargo que ocupa e a posição de militante do MiETZ”.

Comments are closed.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com