1428 – Vamos esperar para ver

Crónica GARE
Segunda-feira, 03 Junho 2019
1428 – Vamos esperar para ver
  • Na Estrada em Segurança

Apetece-me contar uma história que entendo que ainda não devo contar.
Quando isto acontece, a situação é grave, porque este espírito de autocensura é das coisas mais horrorosas de suportar que um qualquer espírito, habituado a um grau de liberdade forjado em muitas dezenas de anos de luta pela verdade pode suportar.
Por outro lado, estou a privar todos os meus habituais ouvintes de uma história que eu entendo que eles deviam conhecer, mas que tenho uma qualquer razão que me impede de divulgar.
E essa razão não é cobardia, mas tem a ver com alguma coisa parecida com bom senso ou talvez com aquilo a que na nossa imensa sabedoria popular chamamos também “vamos esperar para ver”.
Embora admita que o “esperar para ver”, pode ter consequências contraditórias, já que, depois de esperar para ver, pode acontecer que a história que eu queria contar hoje, já não faça qualquer sentido e portanto eu talvez nunca a chegue a contar, ou então continua tudo na mesma e eu vou-me arrepender de não ter contado a história.
Aguardemos. Pode ser o bom senso ganhe.
Por hoje já chega de filosofia de fazedor de crónicas.

 

Até amanhã