1467 – Má sinalização

Crónica GARE
Segunda-feira, 07 Outubro 2019
1467 – Má sinalização
  • Na Estrada em Segurança

 

Em comunicado da Associação Portuguesa de Sinalização e Segurança Rodoviária (Afesp) considera que a sinalização das estradas “está a piorar cada vez mais”, apontando a sua “falta de conservação ou adequação”. Em comunicado, a Afesp avisa que “se nada for feito no próximo ano os resultados serão novamente piores”.
O aviso surge um dia depois da divulgação do relatório relativo a 2018 da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, que identificou 60 pontos negros nas estradas, mais dez face a 2017, sendo o IC19, que liga Lisboa a Sintra, a via mais perigosa do país.
Para a Afesp, “o sistema de sinalização” das estradas “nunca por nunca deve constituir um obstáculo perigoso por si mesmo, por falta de conservação ou adequação”.
A associação refere, a título de exemplo, guardas metálicas e amortecedores de choques danificados e a falta de visibilidade das pinturas de sinalização no pavimento. “É evidente que os condutores não podem ajustar a condução às circunstâncias das estradas e tomar em tempo útil as corretas decisões que possam minimizar riscos”, alerta a Afesp.
Este alerta da AFESP é muito importante, e era bom que os responsáveis se convencessem de uma vez por todas, que a sinalética horizontal é tão importante como a sinalética vertical.
Aquelas linhas demarcadoras das bermas das estradas, sejam dentro ou fora das localidades, são de uma importância muito grande e basta olharmos pra as nossas ruas, para vermos como os nossos responsáveis autárquicos não lhes ligam nenhuma importância.
Será que eles não usam as estradas?

Até amanhã

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com