1539 – Cá como na União Europeia

Crónica GARE
Quinta-feira, 06 Fevereiro 2020
1539 – Cá como na União Europeia
  • Na Estrada em Segurança

 

Em maio de 2018, a Comissão Europeia apresentou uma nova abordagem da política de segurança rodoviária da UE, juntamente com um plano de ação estratégico a médio prazo.

O número de vítimas mortais em acidentes rodoviários em todo o mundo continua a aumentar.

De acordo com o «Relatório Mundial sobre a Segurança Rodoviária» da Organização Mundial de Saúde, só em 2016 atingiu 1,35 milhões. Tal significa que, a nível mundial, mais pessoas morrem de lesões resultantes de acidentes de viação do que de VIH/SIDA, tuberculose ou doenças diarreicas. Os acidentes rodoviários são atualmente a principal causa de mortalidade para as crianças e os jovens com idades compreendidas entre os 5 e os 29 anos de idade em todo o mundo.

Em comparação com a situação mundial, a situação na Europa é relativamente melhor, graças a uma ação determinada a nível da UE, nacional, regional e local. Entre 2001 e 2010, o número de vítimas mortais de acidentes de viação na UE diminuiu 43 % e entre 2010 e 2018 21 %. Contudo, em 2018, 25 100 pessoas perderam a vida nas estradas

Afirma-se ainda neste documento da União Europeia, que os progressos na redução das taxas de mortalidade rodoviária na UE estagnaram nos últimos anos. Afigura-se altamente improvável que o atual objetivo a médio prazo da UE, de reduzir para metade o número de mortes nas estradas entre 2010 e 2020 venha a ser atingido. Provavelmente não será. Registaram-se ainda menos progressos na prevenção de lesões graves. Afinal em Portugal é como na União Europeia.

Até amanhã!

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com