A ditadura deixou de ser justificação!

Quarta-feira, 27 Abril 2022
A ditadura deixou de ser justificação!

Portugal comemorou na passada segunda-feira 48 anos sobre a rutura que estabeleceu com regime anterior e são mais os anos vividos em democracia do que em ditadura. Assim, mais do que nunca, deverá ser feito um balanço isento e descomplexado sobre o estado do país no que toca aos aspetos sociais, económicos e políticos.

Na verdade, o regime anterior era corporativista no sentido de que só privilegiava as empresas e as instituições que o suportassem. Não existia uma verdadeira economia de mercado e por isso, a concorrência era uma miragem.

Por seu turno, as liberdades individuais estavam cerceadas ao ponto das mulheres casadas para poderem sair desacompanhadas dos maridos, fora de “portas”, em viagem ao estrangeiro, teriam de obter autorização destes para o efeito.

A revolução de abril de 1974 tinha os propósitos de descolonizar, democratizar e desenvolver. Tenho para mim que muito falta fazer a respeito deste último objetivo, o país aderiu à então comunidade económica europeia em 1986 e procedeu à revisão constitucional de 1989 que, para além de aspetos muitos importantes como o das privatizações, houve um que terá sido o mais relevante de todos: permitir aos privados deterem licenças para poderem operar nos meios-comunicação áudio visuais.

Contudo, o Estado continua muito dirigista da vida das pessoas e das empresas. A meritocracia não está adquirida na sua plenitude pela sociedade portuguesa e a cunha ainda é um fator determinante para o sucesso individual. O rendimento por cabeça dos portugueses é um dos mais baixos da União e tende para ser o pior se nada for feito para inverter esta tendência. A pobreza é uma realidade dramática para quase 2 milhões de portugueses, 1 em cada 5 vive em situação indigna.

Em conclusão, não precisamos de uma contra-revolução para criarmos as condições para podermos reformar o necessário, mas se nada fizermos para modificar os comportamentos de exigência, virá com toda a certeza uma nova “coisa”.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com