A novela da TAP

Nota à la Minuta
Quinta-feira, 28 Maio 2020
A novela da TAP
  • Alberto Magalhães

 

 

Disputando audiências à novela Novo Banco, que nesta terceira temporada enveredou, abruptamente, pelo género Fantasia Patafísica, passa actualmente em Portugal a 12ª temporada da novela TAP, sempre com novos e rocambolescos episódios. Da primeira já falei recentemente e, tão depressa, não me apraz falar dela.

Quanto à TAP, temos assistido a episódios empolgantes, com o ministro da tutela em cenas de incontinência verbal, logo controladas pelo primeiro-ministro; com a comissão executiva da TAP, em jogada de tamanha estupidez que soa a falso, a provocar a ira das gentes do Norte e do Algarve; e de novo o primeiro-ministro, num puxão de orelhas magistral, pondo os pontos nos is e obrigando os estouvados gestores a recuar.

Facto indesmentível: o coronavírus deitou de pantanas a aviação mundial. Logo, sem ajuda dos Estados, as companhias de aviação dificilmente sobreviverão. A Lufthansa vai receber nove mil milhões de euros do Governo alemão que entrará no capital da empresa. Ainda não se conhecem os pormenores do negócio, mas parece que esta ajuda pública deverá ter condições: em princípio, ficarão suspensos os pagamentos de dividendos e as remunerações dos quadros superiores terão restrições. Na mesma linha, a Air France – KLM, deverá receber empréstimos de até 6 mil milhões, da França e Holanda.

Creio que, em Portugal, acabará por acontecer coisa semelhante, antes do fim desta temporada.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com