A Verdade e o Azeite!

Crónica de Opinião
Quarta-feira, 08 Julho 2020
A Verdade e o Azeite!
  • José Policarpo

 

 

Embora a pandemia tivesse agravado a vida de muitos portugueses, os que perderam o emprego e os que perderam o rendimento, foram os mais fustigados e viram realmente as suas vidas a degradar-se substancialmente.

Porém, o mal era há muito anunciado. Só não viu quem não quis ver. Há muito quer era antecipável um fim trágico para muita gente e, não me refiro às vitimas da covid 19.

Soubemos agora, formalmente, que a TAP e EFACEC que há um tempo a esta parte vinham a passar por grandes dificuldades financeiras e a soma dos empregados destas duas empresas ultrapassa a dezena de milhar. Porque é isto era ocultado do grande publico, porquê? Soubemos, também, formalmente, que o sistema nacional de saúde está pelas pontas. Dificuldades financeiras e a falta de recursos humanos qualificados, são uma realidade indesmentível.

Na verdade, não se pode aceitar e deve-se repudiar com toda a veemência, embora à posteriori, a informação veiculada pelo regime que, “tudo estava bem, que tudo corria sobre rodas”: a dívida pública a descer face ao PIB, as contas públicas apresentaram um saldo positivo, o único em democracia.

E, com efeito, esta narrativa tem três grandes responsáveis: O Presidente da República; O Governo e alguma comunicação social. A quem lhes era pedido a maior das seriedades, constitucional, cívica e ética, falharam redondamente.

A realidade é só uma: em vez de termos um país preparado financeira, social e politicamente, para fazer face às grandes contrariedades como aquela que a pandemia está a provocar e provocará, existe um pais sem dinheiro e mais uma vez entregue às mãos dos credores. Não aprendemos e, aparentemente, negamos convictamente a realidade que nos rodeia.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com