A votação do acordo de Brexit

Nota à la Minuta
Terça-feira, 15 Janeiro 2019
A votação do acordo de Brexit
  • Alberto Magalhães

 

 

Hoje, a Câmara dos Comuns vai decidir se o Reino Unido aceita o acordo para o Brexit, negociado com a União Europeia por Theresa May. É uma votação muito importante para o futuro da Europa. Mesmo para nós portugueses, para o nosso futuro, chega a ser mais importante que a aposta de Luís Filipe Vieira em Bruno Lage, para sucessor de Rui Vitória.

A votação esteve marcada para 10 de Dezembro, mas a primeira-ministra britânica, suspeitando que teria uma pesada derrota, adiou a votação para hoje. Não conseguiu, felizmente, convencer Bruxelas a adoçar o acordo e será uma surpresa se tiver convencido o Parlamento a mudar o sentido de voto.

Com a ajuda dos russos na produção de notícias falsas nas redes sociais e de muita demagogia na campanha pró-Brexit, os populistas britânicos convenceram uma maioria escassa de cidadãos de que seria oiro sobre azul sair da UE. Hoje, essa maioria já não existe sequer.

Mas Jeremy Corbyn, líder da oposição, um contrariado defensor da permanência, só porque 70% dos trabalhistas são contra a saída, mantém-se numa cínica ambiguidade. Theresa May, numa última tentativa de pressão sobre os defensores do Brexit, depois de ter gritado “este acordo ou o caos”, ameaça agora com “este acordo ou arriscamo-nos a não ter Brexit”. Oxalá!

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com