Até sempre Fernando Moital!

Segunda-feira, 26 Setembro 2022
Até sempre Fernando Moital!

 

Uma morte marcou a minha última semana e marcou os últimos dias de muita gente e não apenas em Évora.

Na semana passada faleceu Fernando Moital. Um homem ímpar, um amigo. Cidadão e pai como gostava de se apresentar nas inúmeras intervenções cívicas a que não se poupava. Era um homem afável, com um fino sentido de humor e de uma grande frontalidade e coragem.

Era sobretudo um “despertador” de consciências e um construtor, que conseguia unir pontas soltas, dar nós e juntar pessoas improváveis. Um educador de crianças, de adultos e de instituições.

Activista pelos direitos das crianças, mobilizou pais e alunos na criação da Comunidade das escolas da Horta das Figueiras e Santa Clara, dinamizou vários projectos e acções, desde intervenções pequeninas, como o ajustar o bebedouro à altura das crianças, coisa que escapava aos olhos dos responsáveis, à criação de melhores condições de conforto térmico e ensombramento da escola, à criação de um jornal feito pelos alunos, que acabou por ganhar um prémio atribuído pelo jornal o Publico.

Activista pela participação de todos e todas na vida pública, pelas questões da mobilidade e pela cultura de segurança rodoviária, defendia o direito a vivermos e fruir um ambiente urbano saudável, olhava e pensava a cidade e também nestas áreas coordenou vários projectos que fizeram a diferença na nossa vida colectiva.

Activista pelos direitos humanos, contra a discriminação e o racismo, não virou a cara à situação dos nossos concidadãos nómadas forçados de etnia cigana e à criação de melhores e mais dignas condições de vida, porque ninguém deve ser condenado à itinerância e à invisibilidade. Não baixou os braços ao longo de muitos anos junto de camaras, de escolas, de serviços e de entidades públicas e privadas para que os direitos básicos fossem reconhecidos. A sua incansável acção valeu-lhe a atribuição em 2021 do prémio de “Pessoa de Mérito” atribuído pelo Observatório das Comunidades Ciganas.

De grande simplicidade Fernando Moital não procurava os holofotes, pelo contrário, deixava aos outros os méritos da sua acção e com a simplicidade dos grandes terminou assim o próprio epitáfio dizendo “Mandou uns emails e não andou aqui a brincar”.

Évora perdeu um cidadão exemplar e um homem bom. Que as sementes que lançou possam frutificar e que, ao menos, quem detém o poder saiba reconhecer a perda e honrar o legado.

Até para a semana!

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com