Autárquicas surpreendentes

Nota à la Minutaa
Segunda-feira, 27 Setembro 2021
Autárquicas surpreendentes
  • Alberto Magalhães

O PS foi o vencedor das eleições de ontem. Mas António Costa ao se fazer omnipresente na campanha, colocou a fasquia tão alta que, no fim da noite, parecia ter perdido. Tire-se o chapéu a Rui Rio pois, estando o PSD vencido antecipadamente, acabou por aparecer como um surpreendente e inesperado ganhador. O PCP vai sangrando para o PS, não recuperou Almada e ficou-se por três autarquias no distrito de Évora, onde o PSD ganhou quatro. O Chega quis dar um passo maior que a perna e acabou por apresentar como candidatos uma série de engonhadinhos e/ou chalupas confessos. Apesar de tudo – e isto é o mais incrível – acabou por mostrar melhor representação autárquica que o BE, a IL ou o PAN. Quanto ao CDS a concorrer sozinho, de pouco vale.

Em Évora, onde a CDU ganha duas de 12 freguesias e ganha a Câmara, mas sem maioria absoluta, e fica em minoria na Assembleia Municipal, temos um caso bicudo, que exigirá um módico de bom senso de todos os vereadores e deputados municipais ou, em alternativa, eleições antecipadas. Para surpresa de muitos, o PSD consegue dois vereadores, os mesmos que o PS e a CDU, e o movimento Cuidar de Évora, fica com o sétimo.

O mesmo bom senso se exigirá em Lisboa, onde Carlos Moedas conquista o lugar de Fernando Medina, mas igualmente sem maioria absoluta.

Umas eleições autárquicas com muitos resultados surpreendentes, que deixam a sensação de que, por baixo de uma aparente apatia, ele move-se, quer dizer, o povo.

(crónica atualizada às 19:33)

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com