Bem jogado

Nota à la Minuta
Terça-feira, 11 Outubro 2022
Bem jogado
  • Alberto Magalhães

Razão tinha eu, na semana passada, ao conceder que vivemos num país de excepção, com um governo e um primeiro-ministro excepcionais. Pois não é que o Governo entrou, arrebatador, pela Concertação Social adentro e, quase sem dar tempo a patrões e trabalhadores para respirar, tratou de lhes sacar a assinatura de um acordo para quatro anos, em vésperas da apresentação do OGE? Claro que as confederações do Comércio e do Turismo se queixaram das pressas, mas assinaram, e claro que a CGTP não assinou, o que já é tão habitual que não desperta preocupações a ninguém.

Ontem, foi a vez do ministro das Finanças tirar coelhos da cartola, na apresentação do OGE. Ficámos a saber que, baseado nas melhores projecções nacionais e internacionais, o Governo estima a inflação para 2023 em 4% e promete reduzir muitíssimo a dívida pública em percentagem do PIB, à boleia precisamente da inflação. Como o PRR vai finalmente inundar-nos de investimento, o bicho da recessão que paira sobre o mundo não vai conseguir pôr o dente no país que, como já se previa, atravessará incólume a tempestade que se adivinha.

Com maioria absoluta na Assembleia e o acordo de patrões e trabalhadores (com a excepção do costume), a discussão e aprovação do Orçamento vai ser um passeio por S. Bento. Quem não concordar com o rumo traçado passará por arruaceiro ou desmancha-prazeres. Bem jogado.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com