Boas notícias de ontem

Nota à la Minuta
Quarta-feira, 01 Junho 2022
Boas notícias de ontem
  • Alberto Magalhães

Finalmente o 6º pacote de sanções contra a Rússia foi aprovado na UE. Há quem pense ter demorado demasiado tempo mas, dadas as circunstâncias, a solução de compromisso que convenceu o húngaro Viktor Orbán acabou por surpreender pela positiva. Inclui um embargo ao petróleo russo, com excepção do proveniente de um oleoduto que serve a Hungria, a República Checa e a Eslováquia, o que significa uma redução de 90% da compra de petróleo russo até ao final do ano.

No seu discurso diário, Zelensky, o presidente ucraniano, afirmou estar grato a “toda a gente que trabalhou para chegar a este acordo. O resultado prático é menos dezenas de milhares de milhões de euros, que a Rússia não poderá, agora, usar para financiar o terror”. O pacote inclui ainda outra medida importante, a saída do maior banco comercial da Rússia do sistema internacional de pagamentos SWIFT.

Internamente o dia de ontem foi marcado pelo chumbo do nome de António Almeida Costa, para juiz do Tribunal Constitucional, que não conseguiu os necessários sete votos em dez. Tudo porque se descobriu acreditar que as mulheres “verdadeiramente” violadas não podem engravidar, por falta do necessário fertilizante: o prazer na concepção. Para ajudar à festa, declarou recentemente que a receita para acabar com as violações do segredo de justiça era processar os jornalistas, cuja liberdade de informar está constitucionalmente protegida. Enfim, não acerta com as violações.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com