CDU e PSD “de casa e pucarinho”

Crónica de Opinião
Segunda-feira, 11 Dezembro 2017
CDU e PSD “de casa e pucarinho”
  • Maria Helena Figueiredo

Já se tem visto, mas a gente tem sempre a ideia de que não vai ser assim, que os valores democráticos e da esquerda ainda contam, porque as negociatas por lugares são coisa pouco séria e esquerda que é esquerda não entra em certos negócios.
Mas depois a realidade sobrepõe-se e percebemos que, afinal, quando toca a lugares, nem valores nem pudor são assim importantes.
Digo isto porque por cá, a cada dia que passa, se vê com mais frequência, a CDU a piscar o olho e a dar o braço ao PSD, na dança d’ “este lugar é para mim, aquele lugar é para ti”.
Foi assim de novo na passada 5ª feira, na reunião da Assembleia Municipal: Na ordem de trabalhos estava, como é usual logo em inicio de mandato, a eleição para várias comissões e conselhos municipais e para a representação em outras entidades.
Como aconteceu há 4 anos, o debate e negociação para a generalidade das representações irá ocorrer em grupo de trabalho, mas para a Assembleia Intermunicipal da CIMAC e para a representante das Juntas de Freguesia no Congresso da Associação Nacional de Municípios a coisa fez-se logo ali.
Foi assim que se assistiu à proposta da CDU que incluiu na sua lista para a Assembleia Intermunicipal da CIMAC 1 lugar para o PSD, em troca de garantir a eleição de 2 representantes seus. De quebra afastou a possibilidade de o PS ter também 2 representantes.
Sem pestanejar, o PSD aceitou o casamento e com honestidade, convenhamos, até justificou o seu voto dizendo que era “de conveniência”.
Mas não ficou por aqui: No dote a noiva ainda ofereceu à CDU a eleição do representante das freguesias na próxima reunião do Congresso da Associação de Municípios.
É que apesar de o PS ter mais presidentes de Junta eleitos e de a CDU já participar na dita reunião com o Presidente da Câmara e o Presidente da Assembleia Municipal, a CDU insistia em indicar também o presidente da Junta. Assim sendo, por Évora, mais nenhuma força política estaria presente no Congresso. E lá fez a negociata com o PSD.
Desta forma, para o resto do país até parece que apenas a CDU existe por cá. Como diria o comediante “toma lá que é democrático!”.

Até para a semana!

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com