Censos 2021

Nota à la Minuta
Segunda-feira, 19 Abril 2021
Censos 2021
  • Alberto Magalhães

 

 

Hoje, 19 de Abril, é o dia de referência para a resposta dos cidadãos ao inquérito do INE, Censos 2021. Isto quer dizer que, podendo responder até ao dia 3 de Maio, as respostas devem referir-se à situação de hoje. Ou seja, se porventura casar para a semana e só depois preencher o inquérito, onde lhe perguntam o estado civil, não deve responder casado, mas solteiro, divorciada, ou viúva, conforme o caso à data de hoje. As respostas são obrigatórias e, por causa da pandemia, serão dadas preferencialmente pela Internet, depois de recebidos, pelos CTT, os códigos que darão acesso ao impresso, a preencher na página do Instituto. Se tiver dificuldades, talvez a sua junta de freguesia o possa ajudar no preenchimento. Em último caso, pode pedir um recenseador ao domicílio.

Uma das curiosidades deste Censos 2021 é que, um grupo de trabalho criado pelo Governo, constituído por especialistas intransigentemente anti-racistas e que, baseando-se nos dados da antropologia genética, negam veementemente a existência de raças humanas, acabou por recomendar a inclusão de uma pergunta sobre a nossa “origem étnico-racial”.

O INE recusou incluir a questão, até porque “ao fazê-lo, se corria o risco de institucionalizar as categorias étnico-raciais” e legitimar a racialização das pessoas contra a qual, aparentemente, se quer lutar. Propôs-se, no entanto, fazer um inquérito em que serão abordadas questões para melhor conhecer a discriminação e desigualdade na sociedade portuguesa, uma posição sensata que, no entanto, parece não ter agradado muito aos especialistas-activistas que não vêem problema ou paradoxo em perguntar por uma coisa que, a acreditar nas suas palavras, consideram não existir.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com