Cinzento, Demasiado Cinzento

Crónica de Opinião
Segunda-feira, 18 Dezembro 2023
Cinzento, Demasiado Cinzento
  • Bruno Martins

Na última reunião da Assembleia Municipal de Évora foi analisado e votado o Orçamento Municipal para 2024 e respetivas Grandes Opções do Plano. O documento foi aprovado com os votos a favor da CDU. Contou com o voto contra do PSD/CDS e Chega e abstenção das restantes bancadas.
O que representam este Orçamento e Opções?
Mais do mesmo. Infelizmente, mais do mesmo. Um marasmo, um autêntico marasmo. Culpa da CDU? Também, mas não só. Infelizmente, continua a não haver acordo para a existência de um plano municipal a longo prazo, definido à esquerda, como o Bloco defendeu desde o primeiro minuto, após as últimas eleições. Um acordo abrangente e exigente era o que permitiria a Évora crescer e ter um futuro definido.
Infelizmente, cá continuamos, mais ou menos ao sabor do vento, parecendo que todos os eleitos na Câmara Municipal de Évora estão a desejar o fim do mandato, ora desejando descansar, ora desejando retirar dividendos políticos do estado a que isto chegou.
Uns votam contra, outros abstêm-se. Pelo conteúdo? Nada disso, por mera estratégia, porque se a estratégia fosse diferente perante o mesmo documento teríamos PSD a abster-se para viabilizar e PS e Movimento a votar contra.
Entretanto, atiram-se culpas, e ninguém quer verdadeiramente negociar. Um jogo de espera para ver que migalhas sobram e por onde serão distribuídas pelos eleitores. Triste, demasiado triste. Cinzento, demasiado cinzento.
Do debate pouco sumo e demasiados populismos. Continua-se a hipotecar o futuro. Até quando?
Évora merece mais, muito mais!
Votos de Boas Festas a todas e todos os ouvintes.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com