Dar trunfos a Trump

Nota à la Minuta
Sexta-feira, 18 Setembro 2020
Dar trunfos a Trump
  • Alberto Magalhães

 

 

 

Dizem as sondagens que a diferença de votos entre Joe Biden e Donald Trump já foi de 12% e está agora em 6%, com Trump a morder, cada vez mais, os calcanhares de Biden. A recuperação de Trump, a quem a pandemia fizera abanar (sobretudo a forma como ele a desvalorizou, mas também as suas repercussões económicas e sociais), fica a dever-se, paradoxalmente, aos protestos do movimento Black Lives Matter, que se levantaram em muitas cidades dos EUA em reacção às mortes de negros, aparentemente escusadas, absurdas mesmo, às mãos de polícias.

Com uma motivação mais que compreensível, estas manifestações de indignação e de raiva, explodindo quase sempre em violência e caos, lojas pilhadas e carros incendiados, têm permitido a Trump acicatar os ânimos, culpar os governadores democratas de serem moles e não defenderem os pequenos negócios e os bens e a segurança das populações, para mostrar aos eleitores a sua solução musculada, aplicada por governadores republicanos com resultados palpáveis, a solução, já usada por Nixon, da Lei & Ordem.

Esta estratégia, não garante a reeleição a Trump. Muitos dos seus eleitores estarão arrependidos de terem votado num tal personagem. Mas, o seu opositor que, a propósito, não deixa de fazer jus à alcunha de zombie que Trump lhe colou, tem de se cuidar. Quando Joe Biden aparece diz coisas sensatas que contrastam, obviamente, com as mentiras e os disparates de Trump. Mas, se os eleitores hesitantes se convencerem de que aquele idoso sem energia será incapaz de travar os seus apoiantes mais radicais, o pesadelo da reeleição de Trump será uma realidade.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com