De mal a pior!

Crónica de Opinião
Quarta-feira, 27 Setembro 2023
De mal a pior!
  • José Policarpo

Vivemos tempos muito complicados, todos teremos essa noção, ou, pelo menos, aqueles que têm de pagar as suas contas com o esforço despendido no seu trabalho. A maldita inflação não para de consumir uma parte significativa dos nossos rendimentos. Ao ano perderemos quase 7% se os rendimentos não forem aumentados e/ou os vencimentos não acompanharem a inflação.
Acresce a isto os exemplos dados pelos dirigentes políticos, palavras ditas sem consequências e atitudes reprováveis. O desmando em vez de ser a exceção, aparentemente, passou a ser a regra. O fim disto não deverá ser o melhor.
O exemplo dado pelo professor colocado a mais de quatrocentos quilómetros de casa é absolutamente chocante. Não é tanto pela distância da colocação, esta questão também não é de somenos, atira-nos para a gestão do processo, desculpem-me o plebeísmo, parece ser feita com os pés, é pelas condições de vida do Professor: para exercer a sua função tem que, viver, indignamente, dentro de uma carrinha sem quaisquer condições.
Eu pergunto, porque não encontro explicação racional para isto: como é que, nós, povo português, não nos indignamos, coletivamente, com situações como esta? Um professor não pode nem deve viver sob aquele exemplo. Será que os alunos estão em condições de o respeitar, vivendo o professor em condições piores do que todos eles, os alunos. Tenho muitas dúvidas.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com