Deixem passar o Orçamento

Nota à la Minuta
Segunda-feira, 28 Setembro 2020
Deixem passar o Orçamento
  • Alberto Magalhães

 

 

O Orçamento de Estado para 2021 deverá ser entregue dentro de 15 dias. Entretanto, o PCP afasta-se da geringonça antes que fique reduzido à expressão mais simples, deixando Catarina Martins a jogar poker com António Costa, depois do Bloco ter, eventualmente, esticado demasiado a corda das exigências e linhas vermelhas.

Perante este cenário, o presidente da República avisa, num dia, que é preciso que a esquerda se entenda para evitar uma crise que, neste momento, seria inaudita, e, dois dias depois, força a nota, sugerindo que, em último caso, Rui Rio terá de fazer o que ele, quando líder do PSD, numa situação muito menos complicada, fez ao Governo de António Guterres, viabilizando-lhe três orçamentos por mor da adesão ao euro.

Numa coisa Marcelo tem razão: a altura não podia ser pior para o desencadear de uma crise política, com o eventual chumbo do Orçamento. A situação pandémica, a economia de pantanas e a necessidade de negociar, organizar e distribuir os fundos europeus para o próximo decénio, aconselham estabilidade. Esse, é o trunfo de Costa. Esse, é o receio do PCP e do Bloco: se alinham e viabilizam o Orçamento, serão vistos como muletas das políticas do PS (que eles próprios têm denunciado) e podem definhar; se não alinham e contribuem para o seu chumbo, serão apontados como geradores do caos e… podem definhar.

Entretanto, no lado direito do espectro político, as coisas não estão menos complicadas.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com