Estagnados pela crença ideológica

Crónica de Opinião
Quarta-feira, 03 Março 2021
Estagnados pela crença ideológica
  • José Policarpo

 

 

Vivemos num tempo em que um acontecimento é conhecido ao mesmo tempo em todos os lugares do planeta, que os países mais avançados colocam em marte sondas e a ciência concebe vacinas e as disponibiliza no mercado num tempo recorde.

Contudo, na nossa cidade acontecem manifestações sindicais com matizes soviéticas. Na passada quinta-feira assisti a partir do meu local de trabalho aquilo que eu pensava que já não me era permitido constatar em pleno século xxi. Um conjunto de trabalhadores orientados por uma corda e liderados por uma senhora com um microfone na mão dizendo palavras de ordem.

Por formação nunca poderei estar contra o Estado de direito. Mesmo em tempos de pandemia os direitos políticos não estão suprimidos, por isso, não tenho nada a opor contra a realização da manifestação promovida pela CGTP.

Porém, não me agrada nada ver trabalhadores da Câmara Municipal de Évora numa manifestação, quando a Câmara é liderada pela CDU e o partido comunista apoia o governo há seis anos. Para mim, à luz do regime democrático, é um comportamento inaceitável. Mas, se os comunistas ganham democraticamente a câmara, é porque a população de Évora assim o pretende.

Ora, o deprimente espetáculo só poderá ter como fim último confundir e enganar o eleitorado comunista. Fazer de conta que o Partido Comunista não deixou de ser um partido de contestação. Mas desenganem-se meus caros comunistas, o partido comunista português deixou de ser o partido que Cunhal constituíra. Há seis anos a esta parte que se aburguesou. Novos tempos, novas realidades.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com