Farinha do mesmo saco

Crónica de Opinião
Segunda-feira, 11 Janeiro 2021
Farinha do mesmo saco
  • Maria Helena Figueiredo

 

 

O que vimos no Capitólio há dias, foi para lá de tudo o que podíamos prever. A incitamento do Presidente dos Estados Unidos uma horda de apoiantes, alguns armados, tentou tomar o Capitólio e evitar que Biden fosse declarado vencedor das eleições e próximo presidente.

Os Estados Unidos que se auto intitulam a pátria da democracia mostraram ao mundo como esta é tão frágil e como pode ser posta em perigo com facilidade.

Trump, foi eleito presidente depois de uma campanha em que deitou mão a todos os expedientes fraudulentos – calunia dos adversários, mentiras e noticias falsas, manipulação através de órgãos de comunicação social e utilização de informação comprada às redes sociais – e a um discurso populista, básico, simplificado, dirigido às camadas da população americana menos informada, empobrecidas, mais afectadas pelas políticas liberais e que estão revoltadas por se verem privadas do essencial.

Usou o ódio como ferramenta, isolando grupos sociais para atacar: os imigrantes foram o alvo principal. Todos bandidos segundo ele.

Como Presidente manteve o registo e a prática. Fomentou o ódio contra os mexicanos, contra a comunidade gay, fomentou o racismo, despediu conselheiros e membros do seu governo quando discordaram, atacou as Nações Unidas, impediu o combate à pandemia Covid 19 e descredibilizou a ciência.

Perdeu as eleições, mas não reconheceu a derrota insistindo, sem qualquer prova, na existência de uma fraude, apesar de mais de 80 sentenças judiciais terem confirmado a correcção das eleições e os resultados de Biden.

No final, incitou o ataque ao Capitólio.

Mas não nos enganemos, Trump não esteve sozinho nem a sua eleição foi um acto isolado. Teve atrás de si ideólogos fascistas, como Steve Bannon, que alinharam o discurso nacionalista, sexista, xenófobo, racista, homofóbico.

Depois da eleição de Trump, Bannon veio para a Europa organizar e promover a criação de grupos políticos populistas de extrema direita, apoiando-se em políticos de extrema direita como o italiano Matteo Salvini e o húngaro Viktor Órban.

E ao mesmo tempo foi Bannon quem aconselhou Bolsonaro, e por isso vimos as mesmas técnicas para a eleição e os mesmos destinatários do discurso de ódio. Após a eleição a mesma prática. Bolsonaro já disse que o que se passou no Capitólio poderá passar-se em Brasilia!

E por cá?

Bem, por cá apareceu-nos o Ventura e o seu partido, seguidor de Salvini, de Órban e Le Pen, com a mesma estratégia: discurso populista, xenófobo, misógino e racista, destilando ódio contra certos grupos étnicos, usando sem pudor a mentira contra os seus adversários políticos. E, claro, usando as redes sociais – como fez Trump e Bolsonaro, de quem é admirador – através da criação de perfis falsos, mais de 25.000 segundo se diz, para intoxicar e incitar contra a democracia.

O discurso que lhe ouvimos faz apelo aos sentimentos mais básicos da população menos informada e que se sente injustiçada pela perda de rendimentos e pelo enfraquecimento do Estado Social fruto de políticas liberais. Por isso o discurso é canalizado para o ódio, quando diz que divide os portugueses de bem e os põe contra os subsídio-dependentes.

Nunca o ouvimos discutir políticas, só medidas avulsas e securitárias como as castrações ou a prisão perpétua. Se discutisse as políticas veriam que tem pés de barro.

Veriam que o seu programa defende o fim das escolas públicas e a sua venda aos professores, ou que ao Estado não compete nem a saúde nem sequer as vias de comunicação, ou ainda que em matéria de trabalho a única medida que postula é o fim da possibilidade de os sindicatos requisitarem os seus dirigentes!

A Democracia, pela sua natureza, tem dificuldade em se defender deste tipo de discurso e destes populistas que usam a mentira, o insulto e o atropelo de tudo e todos para se afirmar. Foi isso que aconteceu nos Estados Unidos e é isso que temos o dever de evitar, não permitindo sequer o seu crescimento.

Até para a semana.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com