Fazer o que nunca foi feito na Saúde

Crónica de Opinião
Segunda-feira, 19 Fevereiro 2024
Fazer o que nunca foi feito na Saúde
  • Bruno Martins

O Bloco de Esquerda saúda a construção do novo Hospital Central do Alentejo, mas sabemos que o SNS se constrói em torno dos seus profissionais. De nada vale um edificado de excelência sem os profissionais de saúde que garantem o direito ao acesso à saúde pública.
O Bloco defende melhores condições para atrair e fixar os profissionais de saúde, desde logo através da criação de um regime de exclusividade, com majoração de 40% sobre o salário, sem prejuízo de suplementos previstos na lei, e de 50% nos pontos para progressão na carreira. Mais, em territórios do interior como o nosso, onde a falta de médicos não se sente só no Hospital, como nos diferentes Centros de Saúde, é fundamental alargar as zonas carenciadas e os incentivos associados, nomeadamente, através da criação de um apoio que cubra as despesas com habitação.
É a gestão pública que assegura o acesso universal, pelo que não abdicamos de defender uma gestão exclusivamente pública do Hospital Central do Alentejo, assim como defenderemos a existência, nas imediações do novo Hospital, de um polo universitário na área da saúde que permita a formação de novos médicos e outros profissionais de saúde, assim como políticas de retenção de especialistas que garantam que o novo Hospital se torne um local de referência para a formação pós-graduada.
Estamos prontos para fazer o que nunca foi feito.

Até para a semana!

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com