Governar e decidir

Crónica de Opinião
Sexta-feira, 24 Maio 2024
Governar e decidir
  • Rui Mendes

A oposição ataca sistematicamente o Governo dizendo que este não está a governar.

Mas não é essa a realidade.

Este Governo em 40 dias decidiu sobre matérias que andaram anos para serem resolvidas.

Na semana passada referimo-nos aqui à decisão do governo sobre o novo aeroporto. Decisão de enorme importância. O certo é que os Governos de António Costa foram incapazes de chegar a uma decisão. E não foi por falta de tempo. O que será de lamentar é os anos perdidos na tomada da decisão.

Esta semana o Governo fechou o acordo com parte das estruturas representativas dos professores no sentido da reposição do tempo de serviço congelado. Reposição integral dos 6 anos, 6 meses e 23 dias. Reposição que se fará de forma faseada, à razão de 25% ao ano, com início em 2024.

Nesta matéria, nem será preciso dizer muito. Os anteriores Governos não só não tiveram a capacidade negocial para arranjar uma solução, como criaram um conflito aberto com todos os professores. Foi este o contexto em que os Governos de António Costa deixaram o setor.

Digamos, que conseguir um acordo com os professores não se afigurava assim tão fácil.

Ainda assim, foi conseguido um acordo em apenas 40 dias. Ambas as partes tiveram a necessária disponibilidade para conseguir chegar a uma solução de compromisso. Com o anterior Governo as reuniões com as estruturas representativas dos professores não passaram de entretenimento.

Mudou o paradigma, tivemos Governos com uma longa duração, mas que lhes faltou capacidade de decisão, temos um Governo com uma curta duração, mas já mostrou forte capacidade de decisão.

Como noutras matérias este Governo já mostrou trabalho.

Daí que dizer-se que o Governo não está a governar não passa de uma mera retórica, por manifesta falta de uma qualquer outra argumentação, para mais que o ataque surge por parte daqueles que no passado defenderam Governos de inércia. Governos que estavam estacionados, que se foram esquecendo de governar, porque, em todo o caso, o apoio estava assegurado.

Até para a semana

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com