Governo de gestão

Crónica de Opinião
Sexta-feira, 10 Novembro 2023
Governo de gestão
  • Rui Mendes

Na passada terça-feira, por causa da Operação Influencer, o centro do Governo foi atingido mortalmente. Nesse mesmo dia o primeiro-ministro pediu a demissão.

A partir daí deram-se uma sucessão de acontecimentos que originaram a convocação de eleições legislativas que se irão realizar a 10 de março.

A convocação de novas eleições era o cenário mais esperado, porquanto era essa a vontade da esmagadora maioria dos partidos e será essa, também, a vontade dos portugueses.

Aliás, aquando da tomada de posse do atual primeiro-ministro, em 2022, o Presidente da República foi claro ao referir expressamente que a maioria absoluta lhe tinha sido dada, era por assim dizer uma maioria absoluta pessoal, dada a António Costa.

Na leitura do Presidente da República a demissão de Costa faz cair a maioria absoluta.

Para além do mais, o Presidente da República invocou cinco razões para a convocação de eleições antecipadas:

· A natureza do voto nas eleições de 2022 personalizado na figura do primeiro-ministro;

· A fraqueza de um novo governo não legitimado pelo voto popular;

· No adiar da solução para um pior momento;

· Proceder à dissolução da Assembleia da República no início de dezembro de forma a permitir a votação do Orçamento para 2024;

· Permitir maior clareza e mais vigoroso rumo para superar um vazio inesperado.

Ainda que esta tenha sido a decisão pessoal do Presidente da República, o Governo manter-se-á em funções até março.

Contudo, o Governo está materialmente demitido. Ainda que formalmente tal ainda não tenha acontecido não deixa de o podermos considerar como um Governo de Gestão, porquanto está bastante diminuído na sua vertente política.

Este foi o culminar de um Governo que nunca conseguiu gerar estabilidade, pois sempre fomos assistimos a sucessivas quedas, pelas piores razões, de membros do Governo. Costa foi o 14º a cair.

Mais uma vez, assistimos a uma queda de um Governo por razões que deixam uma péssima imagem ao país. Não o devemos esquecer.

Até para a semana

Rui Mendes

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com