Início de ciclo

Crónica de Opinião
Sexta-feira, 22 Março 2024
Início de ciclo
  • Rui Mendes

O tema que alimentou a semana foi a contagem dos votos dos dois círculos da emigração, Europa e Fora da Europa, com os resultados a serem publicitados pela Comissão Nacional de Eleições (CNE), criando condições para que o Presidente da República viesse a indigitar Luís Montenegro para primeiro-ministro.

Terminou assim o ciclo de governação de António Costa, e terminou também o ciclo de Santos Silva, que era candidato (cabeça de lista) pelo círculo Fora da Europa e não foi eleito. É uma derrota pessoal relevante, afinal Santos Silva ocupa o cargo de presidente da Assembleia da República, correspondente à segunda figura do Estado.

Os portugueses não esqueceram os episódios que Santos Silva foi protagonizando durante os últimos dois anos enquanto Presidente da Assembleia da República. Tristes episódios. Os resultados obtidos resultam da apreciação dos portugueses à forma de atuação de Santos Silva.

Com os resultados finais a confirmarem a vitória da AD, a constituição do novo governo será apresentada ao Presidente da República a 28 de março, tomando posse a 2 de abril.

O novo governo assumirá funções em condições especiais, desde logo pela constituição da assembleia da república, sendo certo que, neste contexto, apenas a AD consegue reunir condições de governação, nenhuma outra força política terá condições de apoio na assembleia que permita a governação, o que estreita a ação das oposições e lhes criará dilemas. Por isso a duração temporal deste novo governo tenderá a prolongar-se no tempo.

O novo governo terá que ser um governo de ação, de decisões, porque estará pressionado a apresentar soluções e resultados. É essa a expectativa dos portugueses.

Mas acima de tudo é tempo de mudança.

Até para a semana

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com