Mais confinamento ou mais discernimento

Nota à la Minuta
Segunda-feira, 18 Janeiro 2021
Mais confinamento ou mais discernimento
  • Alberto Magalhães

 

 

As medidas de confinamento não são muito diferentes das tomadas em Março, as pessoas é que estão diferentes, disse a ministra da Saúde e eu concordaria, não fossem as escolas abertas e o uso – que agora é obrigatório – de máscara. Uma coisa está igualzinha: havendo quem defenda agravamento das medidas e quem as considere exageradas, quase toda a gente embirra com quem se atreve a dar passeios à beira-mar. “Passeiem no Chiado, passeiem na Avenida dos Aliados. Agora, é preciso ter lata para ir passear onde sopra a brisa marítima!”.

Ouvidos os especialistas, sempre com o filtro da inteligência (como sugere fazer o primeiro-ministro), e porque mais vale tarde do que nunca, aqui ficam as medidas que, na minha opinião, o Governo deveria tomar hoje:

1º Contratar ou requisitar, imediatamente, pelo menos mil pessoas, de entre desempregados e funcionários públicos de serviços não-essenciais, com currículo adequado, e dar-lhes formação intensiva online, para que dentro de uma semana possam estar a rastrear os milhares de linhas de contágio que hoje andam à solta. Esta medida deveria ter sido tomada no Verão;

2º Fechar, imediatamente, as escolas secundárias e reduzir o ensino superior à realização de frequências e exames. Do 7º ao 9º ano, manter em ensino presencial apenas os alunos com mais dificuldades escolares ou com famílias menos capazes de os apoiar, e mandar os outros para casa. Esta medida deveria ter sido tomada há duas semanas, pelo menos;

3º Apressar o ministro da Administração Interna a promover a desmultiplicação de mesas de voto para domingo que vem. Apesar de tantos delírios e foguetes sobre a afluência de ontem às urnas – lembro que apenas estavam inscritos 2,5% dos eleitores portugueses – foi o que se viu de filas intermináveis. Antecipam o que acontecerá quando, em vez de 250 mil, forem alguns milhões de eleitores a querer, apesar de tudo, contra tudo e contra todos, votar?

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com