Manifestação em Madrid das direitas encostadas

Nota à la Minuta
Segunda-feira, 11 Fevereiro 2019
Manifestação em Madrid das direitas encostadas
  • Alberto Magalhães

 

 

A situação política em Espanha está cada vez mais conturbada e perigosa. Ontem, uma manifestação convocada pelo conjunto da direita – Partido Popular, Ciudadanos e Vox – reuniu em Madrid entre 45 mil pessoas (contagem do governo) e 200 mil (segundo os organizadores), para pedir a demissão do governo socialista, por alegadas cedências aos independentistas catalães.

Para além de apelidar o primeiro-ministro Pedro Sánchez de “traidor-mor”, “mentiroso compulsivo”, “medíocre” e “ilegítimo”, as “direitas encostadas” (parafraseando Assunção Cristas) divulgaram um Manifesto pela unidade de Espanha, acusando o governo de ceder à chantagem da Esquerda Republicana da Catalunha, que ameaça chumbar o Orçamento. Entretanto, o jornal El País, denunciou cinco mentiras capitais no Manifesto, incluindo a que acusava Sánchez de aceitar as 21 condições de Quim Torra, presidente da Generalitat. Aliás, se as tivesse aceitado não correria o risco, como corre, de ver o Orçamento chumbado e o governo derrubado.

Mas nem só em Espanha a mentira prolifera ao serviço dos interesses de partidos e grupos. A mentira, a meia-mentira, o exagero a bem da causa justa, medram também em Portugal. Fica para a próxima.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com