Marcelo na CNN Portugal

Nota à la Minuta
Terça-feira, 23 Novembro 2021
Marcelo na CNN Portugal
  • Alberto Magalhães

 

 

Ontem, pelas 21 horas, o canal TVI 24 transfigurou-se em CNN Portugal. Ainda é cedo para perceber se todas as mudanças gerarão, de facto, uma mudança de fundo, mas, já deu para entender que a concorrência vai ter de deixar a rotina barata do “Covid-19 – futebol – Covid-19”, e puxar dos cordões à bolsa para acompanhar a actualidade internacional. Num mundo onde tudo está relacionado com tudo, poderá ser uma benesse para o telespectador (ou telespetador, na versão mais perfurante de algumas caras do pequeno ecrã).

Quem não perdeu oportunidade para falar, com aparente imprudência, na cerimónia de lançamento do tal canal, realizada no ambiente requintado do mosteiro dos Jerónimos, foi o nosso Presidente da República, que pareceu desculpar-se com impossibilidades legais para não conceder um perdão a João Rendeiro, o foragido que vai pedir ao Estado uma indemnização por atrasos na justiça. “Um dos meus processos tem mais de 14 anos”, declarou o veraneante banqueiro ao novel canal.

A mim pareceu-me, talvez com cinismo a mais, que foi como se Marcelo dissesse: “desculpa lá, João, mas devias ter pedido o indulto até 30 de Julho, pá. Agora não posso fazer nada, só pró ano, amigo”. Ora, talvez seja demasiado atrevimento da minha parte, mas quer-me parecer que o recado deveria ter sido outro, até para proveito e exemplo de todos os que se aproveitam da mansidão da justiça portuguesa para se porem ao fresco. Talvez soasse melhor aos ouvidos do cidadão cumpridor, responder o Presidente que, antes de ser perdoado, haveria Rendeiro de se entregar às autoridades e na prisão, então sim, pedir o indulto dentro do prazo legal.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com