No domingo, votar nas Europeias

Nota à la Minuta
Sexta-feira, 24 Maio 2019
No domingo, votar nas Europeias
  • Alberto Magalhães

 

 

Termina hoje a campanha eleitoral para o Parlamento Europeu. Não estarei sozinho se disser que, em termos gerais, a campanha não valeu um chavo. Da Europa pouco se falou, houve mais insultos e acusações do que propostas e reflexões. Os meios de comunicação social, mostraram-se mais interessados no número de aparições dos líderes partidários ao lado dos seus candidatos ou se estes souberam beijar, com a devida espontaneidade e devoção, as peixeiras e os talhantes encontrados pelo caminho, do que em escrutinar os seus programas e contrastar as suas propostas.

Uma sondagem do Expresso – publicada hoje, mas respondida antes da campanha eleitoral – revela que 69% dos portugueses, há 15 dias atrás, não sabia dizer o nome de nenhum dos deputados europeus ainda em funções. Pior, 45% nem sequer sabia que no domingo vamos eleger deputados para o Parlamento Europeu.

Isto, num contexto em que a esmagadora maioria não quer sair da União Europeia e quase metade até pende para maior integração política e económica.

Pena foi que, para termo de comparação, a sondagem não inquirisse o nome dos treinadores da primeira Liga ou do plantel do Benfica.

No domingo é importante votar, porque o futuro da Europa não está fácil. Russos, americanos e chineses andam a tentar dividir-nos, para melhor nos comer.