O eixo franco-alemão moveu-se

Nota à la Minuta
Terça-feira, 19 Maio 2020
O eixo franco-alemão moveu-se
  • Alberto Magalhães

 

 

Finalmente, o eixo franco-alemão moveu-se. Angela Merkel e Emmanuel Macron combinaram o lançamento, a fundo perdido, de uma bazuca de 500 mil milhões, para financiar a recuperação económica dos países da União Europeia, sobretudo dos países mais afectados pela crise económica provocada pela pandemia.

Merkel e Macron parecem ter percebido, finalmente, ser absolutamente imperioso promover uma estratégia de solidariedade ao nível da União, sob pena de esta não ter futuro. Segundo o jornal Público, “esta solução será integrada no quadro mais geral do plano de recuperação que está a ser preparado pela Comissão Europeia – de dois biliões de euros – e que divide os Estados-membros do Norte e do Sul do bloco europeu”.

A proposta da Comissão Europeia deverá ser apresentada no próximo dia 27 e logo se verá a oposição que vai ter dos países do costume. Pois… convém não esquecer que tudo terá de ser ainda aprovado pelos 27 parceiros da União, para que chegue a ser uma realidade.

Portanto, sem entrarmos em prematuras euforias, podemos ter alguma esperança de que, com alguma sorte, não cairemos num buraco sem fundo.

Mas, à cautela, sempre vou dizendo que o melhor é o país sair da toca, enfrentar os riscos com valentia e pôr as mãos na massa, pois é sabido, de há muito, que a Sorte protege os audazes.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com