O evidente anda alheado

Crónica de Opinião
Quarta-feira, 07 Junho 2017
O evidente anda alheado
  • José Policarpo

 

 

1 – Nesta crónica vou partir do geral para o particular. Do nacional para o local. Li num artigo espanhol, coisa que, também, alguns dos nacionais já pensaram e escreveram: Qual a razão do “milagre” de Costa. Este famigerado feito da redução do défice das contas públicas no ano de 2016, consistiu na redução de quase 7 mil milhões de euros no investimento público. Esta soma representa quase 85% do que se gasta com a nossa educação.

Haverá, no entanto, com toda a certeza consequências desta opção, não tenho dúvidas disso. E as consequências serão ao nível da qualidade dos serviços públicos como também na conservação das infraestruturas. Embora a memória nacional seja muito curta, estaremos cá para ver quem tinha razão.

2 – A iniciativa “Evora Wine” que decorreu este fim-de-semana na Praça do Giraldo abrangeu quarenta produtores e mais de 200 vinhos expostos. É, por isso, uma atividade de promoção dos vinhos da região e sobretudo do concelho de Évora, que só podemos louvar. Estão de parabéns os empresários e as instituições que construíram e desenharam o evento. A promoção do vinho alentejano e de Évora é condição para o sucesso das vendas.

Não sendo eu especialista nas questões de “marketing”, poderei, no entanto, alvitrar o óbvio: uma iniciativa destas poderia ser também dirigida a profissionais, nacionais e estrangeiros. E, aqui a Câmara Municipal de Évora, podia e devia ter um papel de charneira na promoção do evento junto dos potenciais interessados na aquisição do vinho produzido no concelho de Évora. A este propósito deixo aqui uma pergunta: Qual foi o trabalho realizado pelo município de Évora, que tenha contribuído para a internacionalização das empresas sediadas no concelho?

Ora, os eventos realizados no concelho de Évora que tenham como finalidade primeira a promoção dos produtos aqui produzidos, devem ser acarinhados por todos, cidadãos, associações e empresas. Mas o executivo camarário, como aqui já defendi, deverá ter um papel de coordenação e de incentivo junto dos empresários. O sucesso e a consolidação do concelho de Évora só será uma meta conseguida, quando tivermos também uma câmara municipal à altura desse desafio.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com