O PCP apoia Maduro

Nota à la Minuta
Sexta-feira, 25 Janeiro 2019
O PCP apoia Maduro
  • Alberto Magalhães

 

 

O PCP condenou ontem, em comunicado, (e cito) “a nova operação golpista orquestrada e comandada pelos EUA contra a Venezuela”, considerando os comunistas que a auto-proclamação de um “presidente fantoche” afronta a ordem constitucional do país e o legítimo presidente, Nicolás Maduro, “eleito pelo voto popular”.

Refresquemos a memória. Em 2016, em eleições não contestadas por ninguém, Maduro perdeu a maioria na Assembleia Nacional Popular. Então, em 2017, por decreto e com a conivência do Supremo Tribunal, despojou esta Assembleia dos seus poderes e criou a Assembleia Nacional Constituinte, onde só entraram apoiantes seus, que trataram de convocar eleições presidenciais para 2018. A oposição, obviamente, recusou-se a participar na fantochada. A eleição de Maduro não foi reconhecida pelas Nações Unidas, nem pela Organização de Estados Americanos, nem pela UE. Quanto a presidente-fantoche e a ordem constitucional estamos conversados.

Temos, portanto, a China, a Rússia, Cuba e a Turquia, ao lado do regime podre de Maduro. Não duvido que a Coreia do Norte e mais algumas ditaduras se juntarão ao ramalhete. O PCP apoiou a ocupação soviética da Hungria em 1956 e a invasão da Checoslováquia em 1968 e ainda tem dúvidas sobre a qualidade da democracia na Coreia do Norte. Os seus dirigentes e militantes estão habituados a estar do lado errado da História.

Maduro tem as armas, mas não tem razão. Veremos quem lutará por evitar um banho de sangue na Venezuela.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com