O peso institucional

Crónica de Opinião
Quarta-feira, 22 Março 2023
O peso institucional
  • José Policarpo

 

Vem isto a propósito do que sucedeu no evento promovido pelo presidente da câmara municipal de Lisboa no âmbito da comemoração dos trinta anos do PER, plano especial de alojamento.
Não posso deixar de declarar o meu grande apreço pela pessoa do Professor Doutor Cavaco Silva, para mim foi o homem certo, no lugar e no tempo. As críticas proferidas pelo professor aquando da sua intervenção neste evento são contundentes e arrasadoras da atuação do governo no que diz respeito ao programa para a habitação apresentado.
O antigo primeiro-ministro e antigo presidente da república sempre defendeu a iniciativa privada, porque só esta traz riqueza e prosperidade às nações. Os países cujas sociedades são desenvolvidas e vivem debaixo do bem-estar social são dirigidas por liberais e/ou sociais-democratas.
No lado oposto temos os países socialistas e os marxistas, onde os seus dirigentes vivem na luxúria máxima e a população na pobreza igual, ou seja, na máxima.
O certo é que a critica e o contraditório no regime democrático são fundamentos essenciais para sua sobrevivência. Quem desrespeitar estas premissas não sabe ou não quer viver em democracia.
Ora, a saída inopinada da presidente da Associação Nacional de Municípios e do presidente da camara municipal de Loures durante a intervenção do Professor Cavaco Silva na comemoração dos trinta anos do PER, configura um ato de total desrespeito institucional. Para além do ato mal-educado, aqueles senhores representam os seus eleitores, as respetivas instituições.
Se isto se torna moda, não há democracia que perdure. Para mim, são sempre os que elegem que têm a maior responsabilidade, porque na maioria das vezes os eleitos não têm disso consciência.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com